quinta-feira, 12 de março de 2009

Demiris e os coelhinhos da Páscoa

Demiris e os coelhinhos da Páscoa
Escrito por Saphira

(As pessoas e personagens aqui contidos não me pertencem. Não lucro nada com esse texto)

Sinopse

Mais uma historinha hiper meiga para o meu caçula querido ^^
"Continuação" de "Demiris e os fantasmas dos animes"

História

Nossa história começa no verão, ao som de vários passarinhos cantando.
Nosso pequeno vilão, agora desmascarado, permanecia em frente ao sem computador a digitar. Ele para e observa o céu ensolarado pensando com esta visão em como matar os cavaleiros em sua fanfic. Seu rosto é tomado por um sorriso maligno, mais uma vez o insano teceria um plano cruel e sanguinário.
Isso poderia continuar assim?
Ele volta a digitar alegremente quando sua máquina desliga sozinha, pela terceira vez naquele dia.

-- #@$%&* -- pragueja Demiris batendo a cabeça na tela de seu monitor por ter perdido meio capítulo de sua fanfic.

Desliga o estabilizador e se põe a observar a máquina no silêncio. Meia hora era o que ele precisava para ligá-la novamente. Talvez devesse usar esse tempo para continuar a tecer planos maquiavélicos, insanos e violentos.
Porém, eis que ouve uma música muito alta, o que não era muito habitual para seus vizinhos, pois nunca paravam em casa. O som não parecia nada estar nos limites respeitados de intensidade.



Time has come and gone for words
A thousands threats I've heard before
But words are cheap, but lies are big to take

Time has come and gone for words
A thousands threats I've heard before
And all your words are too big to take



Antes de chegar até a parede para dar-lhe um murro pela ira provocada de sua sucessiva falta de sorte, escuta passos.

-- Você precisa se arrepender de suas más ações.

O vilão se vira rapidamente em direção à voz.

-- Quem é você?

Antes que essa pergunta possa ser respondida, outra música é ouvida, cortando o repentino silêncio.

Now listen this aint no make believe
Come on open your eyes and see
Now get up get up and follow me
And I’m gonna show you what the future will be



-- Não é necessário se arrepender de nada – o dono da voz entrega-lhe um sorriso.

-- Tem algo de muito estranho por aqui, o calor deve...

O vilão não consegue terminar sua frase, pois nesse momento mais uma música, e outra pessoa surgem em seu quarto.


I think I'm cute
I know i'm sexy
I got the looks
That drives the girls wild

I got the moves
That really move them
I send them chills
Up and down their spine



-- Para seu bem é melhor se arrepender.

-- Mas que festa é essa aqui? – perdia a cabeça o pobre insano.

Porém mais uma vez, o que de fato não surpreende Demiris, mais uma música se faz ouvir, e posteriormente mais uma pessoa aparece.


You think you know me?

On this day I see clearly everything has come to life
bitter place and a broken dream
And we leave it all behind



Se a quarta pessoa disse algo não sabemos, pois o vilão começava a compreender o que estava a acontecer, fechava os olhos e apertava o punho quando uma quinta música diferente corta novamente o silêncio.

All I've ever wanted
Was destiny to be fulfilled
It is in my hands, I must not fail
I must not fail

Even through the darkest days
This fire burns, always
This fire burns
Always



Assim que a quinta pessoa adentra seu quarto ele tem certeza.

-- Eu bem que estava desconfiando... Vocês são os homens que adoram se pegar que minhas duas irmãs pervertidas assistem...– diz ao observar as vestimentas de CM Punk, o quinto a surgir misteriosamente. -- Tô ferrado...

Jeff, o primeiro, sabia muito bem como era ser maltratado por um irmão.

-- Não devemos julgar mal nossos irmãos – diz ele se aproximando.

Se aproximando... O que era aquilo em seu rosto?
O vilão inconformado estapeia sua testa, ao comprovar que neste dia, que era dia de Páscoa, o homem a sua frente esta com...

“Bigodes de coelho? ¬¬ Saphira, você foi longe dessa vez...”

Em conseqüência disso nota que os outros também tinham certas peculiaridades, que fariam Demiris cair na gargalhada se ele não quisesse estar cometendo um assassinato neste mesmo instante.

“Quer tentar fazer eu me arrepender de novo... E agora com artilharia pesada...”.

-- Não funcionou quando foram os emos, não é por que esses são grandes que irá funcionar...
Vilão que é vilão, será sempre vilão.
Porém mesmo assim ele sabia que vilões costumavam sofrer. A vida de vilão não era nada fácil.

John Morrison, o segundo, para de dar atenção ao assunto enquanto segurando uma cenoura se olha no espelho. Então, o terceiro, que era Shawn Michaels, portando um singelo rabo de coelho, se prepara para ser ouvido.

Mas eis que Edge, o quarto, o impede, rindo copiosamente de seu adereço branco. Ele realmente não parecia se importar por estar segurando um generoso ovo de páscoa colorido de um kilo.

O quinto então assume a vez, portando felpudas e compridas orelhinhas brancas, mas é ignorado por um vilão completamente sem paciência a se sentar em sua cama.

-- Falem logo o blábláblá pra que isso acabe de uma vez...

Os cinco o observam e ele continua, olhando para o teto.

-- O que pretendem? Me fazer distribuir ovos de páscoa?

”Mas acho que nada será pior do que a tortura que eu já estou passando...” – pensa ao evitar olhar a pouca vergonha e a situação cômica dos marmanjos a sua frente.


O que será que Demiris terá de passar nessa história? Não percam o capítulo final de Demiris e os coelhinhos da páscoa.

2 comentários:

Lucy disse...

hauhauhauha... céus, estou com pena do meu mano Demiris XD Tadinhoooo

Detalhe que ele até já sabe q qdo essas bizarrices acontecem na vida dele, a culpa é da Saph rs...

Se for distribuir ovos de páscoa, mano, não esqueça do meu *_* huahuahauhau

Posta logo a continuaçãão!

Bjinhs, Saph-fofa ^^

Demiris Ikarus disse...

Alguém vai apanhar nessa fic ¬¬

Saph Ò_ó espero que isso termine bem, digo, Mal, digo.... Ah Sei lá! Só quero menor pagação de mico possivel u.u